| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • Stop wasting time looking for files and revisions. Connect your Gmail, DriveDropbox, and Slack accounts and in less than 2 minutes, Dokkio will automatically organize all your file attachments. Learn more and claim your free account.

View
 

AÇÃO EDUCATIVA

Page history last edited by Nara 3 years, 8 months ago

 

INÍCIO 

HISTÓRIA

 

MISSÃO  e

OBJETIVOS 

EXPEDICIONÁRIOS

 ANVFEB

VISITAS

DIVULGAÇÃO, 

SUGESTÕES 

e CONTATOS

IMAGENS e

VÍDEOS 

LINKS

 

PROGRAMA DE

AÇÃO EDUCATIVA

 

 

AÇÕES EDUCATIVAS

 

 

Quando se tira da criança a possibilidade de conhecer este ou aquele aspecto da realidade,

na verdade se está alienando-a da sua capacidade de construir seu conhecimento.

Madalena Freire

 

 

 

 

 

RELATÓRIO DAS AÇÕES EDUCATIVAS DA

14ª SEMANA NACIONAL DOS MUSEUS

 

Para abordar as paisagens culturais do Museu da Paz, em função da temática a ser desenvolvida pela 14ª Semana Nacional dos Museus "Paisagens Culturais", foi planejado um trabalho realizado por muitas mãos: envolvidos diretamente 7 escolas da região, 7 professores de História, 1 professor de Língua Portuguesa e 2 professores de Arte, além de mais de 320 alunos de 9º ano do Ensino Fundamental e 3º ano do Ensino Médio.

As atividades iniciaram em fevereiro de 2016, com reuniões de planejamento entre a responsável pelas ações educativas do Museu da Paz, Dionara Radünz Bard, e os professores de História, para definir todo o calendário de ações, que envolveram pesquisas bibliográficas, pesquisas em loco, palestras, visitas monitoradas ao Museu, filmes, entrevistas e muito estudo ao longo dos meses de março, abril e maio e finalizaram em 19 de maio, apesar de que a exposição 2ª Guerra Mundial continuará aberta ao público até o mês de outubro deste ano.

Nos meses de abril e maio foram realizadas 10 palestras para 287 alunos e 13 professores, tanto nas próprias escolas quanto no Museu da Paz, e que foram ministradas pelos filhos de Expedicionários da FEB, os senhores Antônio Eckert e Ivo Kretzer, além da própria Dionara. Também vieram conhecer o acervo museográfico, para visita monitorada, os alunos de 4 das escolas participantes, proporcionando assim mais uma forma de aprendizagem para mais de 190 alunos, que tiveram a oportunidade de conhecer o acervo das duas grandes Guerras Mundiais, enfatizando a participação dos Expedicionários locais, integrantes da Força Expedicionária Brasileira, na 2ª Guerra.

Todas essas ações culminaram com as socializações durante o Seminário "Museu da Paz e suas Paisagens Culturais", realizado nos dias 18 e 19 de maio. A Mostra de Trabalhos apresentou os trabalhos criados pelos alunos envolvidos no projeto e que foram expostos em frente ao Museu da Paz durante o dia 18 de maio, chamando a atenção dos passantes, turistas e estudantes locais para o evento e para o próprio Museu, que permaneceu com suas portas abertas o dia inteiro para receber os visitantes, que totalizaram 96 pessoas.

No dia 19 de maio, ocorreram as Mesas Redondas com os professores do projeto e as Comunicações Orais feitas por alguns dos alunos pesquisadores. Nesse dia, assistindo as apresentações, tivemos 224 visitantes.

Podemos afirmar, com absoluta certeza, que o projeto Museu da Paz e suas Paisagens Culturais, criado para a 14ºª Semana Nacional dos Museus, foi exitosa não apenas pelo número de visitantes que conheceram o Museu da Paz, mas pelos conhecimentos que foram construídos por todos os envolvidos.

 

Ao final de uma das visitas monitoradas aos alunos das escolas envolvidas, uma fala de uma das alunas ilustra bem nossos sentimentos: "Sabe, eu nunca gostei de museus, nem queria vir aqui. Só vim porque fui obrigada... Mas, nunca imaginei que seria assim, eu adorei! Aprendi que Museus não têm coisas velhas, têm histórias... Eu não sabia que pessoas como eu eram parte dessas histórias!"

 

O evento em dados:

* Escolas envolvidas: 5 de Jaraguá do Sul e 2 de Corupá

* Professores: 10 (História, Língua Portuguesa e Arte)

* Alunos: 320 (9º ano do Ensino Fundamental e 3º ano do Ensino Médio)

* Palestras: 4 realizadas nas escolas e 6 realizadas no próprio Museu

* Visitas monitoradas aos alunos e professores do projeto: 199 visitantes

* Visitantes na 14ª Semana Nacional dos Museus- 16 a 20 de maio: 335

 

 

   
 
 

 

 

 

 

Dionara Radünz Bard – 23 de maio de 2016

 

 

 

 



 

 

 

 

 

 

 

 

IX PRIMAVERA DOS MUSEUS

 

MUSEU DA PAZ E AS MEMÓRIAS INDÍGENAS

 

EXPOSIÇÃO - Os índios Terenas que participaram da

Força Expedicionária Brasileira - FEB durante a Segunda Guerra Mundial

 

 


 

 

RELATÓRIO DA PRIMAVERA DOS MUSEUS 2015

"MUSEUS E MEMÓRIAS INDÍGENAS"

 

 

 

        Nas comemorações da 9ª Primavera dos Museus deste ano, cujo tema nacional foi Museus e Memórias Indígenas, o Museu da Paz/FEB se propôs a trabalhar a temática por meio da exposição de um banner especialmente elaborado para o evento e que aborda a participação indígena nas Forças Expedicionárias Brasileiras (FEB) durante a 2ª Guerra Mundial. Para o acesso às informações e imagens necessárias, realizou-se extensa pesquisa e muitos contatos foram feitos entre o museu, por meio de Ademir Pfiffer - chefe do Museu - e Dionara R. Bard - funcionária, e pesquisadores ligados às Forças Armadas Brasileiras, especialmente a DPHCEx (Diretoria do Patrimônio Histórico e Cultural do Exército) e o professor antropólogo Paulo Baltazar, da etnia Terena, de Aquidauana, Mato Grosso do Sul. Outra fonte de informações importantíssima foi a revista Verde-Oliva, editada pelo Centro de Comunicação Social do Exército, nas pessoas dos Coronéis Jefferson dos Santos Motta e Claudio Skora Rosty.

       Confirmando-se oficialmente a participação de vários indígenas da etnia Terena, da região de Aquidauana - MS, na 2ª Guerra Mundial, efetivamente lutando pelas Forças Expedicionárias Brasileiras, um banner foi produzido e, durante a semana de 21 a 27 de setembro, os resultados das pesquisas e estudos realizados foram apresentados aos alunos de várias escolas que visitaram o Museu da Paz, além de dezenas de outros visitantes - moradores locais e turistas. Foram agendadas as visitas monitoradas de sete turmas de escolas da região, totalizando 184 estudantes envolvidos diretamente, conforme tabela abaixo:

 

 

 

DATA

ESCOLA

CIDADE

PROFESSORA

TURMA

Nº ALUNOS

 

21/09

SESC

Jaraguá do Sul

Andréa Pasold

5º ano

22

21/09

SESC

Jaraguá do Sul

Angela A. Stolf

4º ano

26

22/09

EMEF Cristina Marcatto

Jaraguá do Sul

Lenir F. Bogo (Orientadora)

4º ano

26

23/09

EEB Teresa Ramos (3 turmas)

Corupá

Edicléia F. Bueno e Margareth S. Petters

3º anos E. Médio

85

25/09

EEB São José

Corupá

Edicléia F. Bueno e Marcia F. Dambroz

9º anos

25

 

 

        As explanações foram realizadas pela monitora do museu, Dionara Radünz Bard, que abordou a relevância da participação indígena brasileira na FEB e o quanto o fato do IBRAM ter lançado este tema para a Primavera dos Museus deste ano foi o gerador para se criar um novo nicho temático nesse Museu.
     O evento despertou bastante atenção e foi noticiado por diversos meios de comunicação da cidade, entre eles rádios, jornais e mídias virtuais, tais como os que seguem abaixo:
 

 

 

 
   

 

Considerações finais: as atividades realizadas no Museu da Paz/FEB durante a semana da 9ª Primavera dos Museus foram enriquecedoras e motivo de muito interesse e curiosidade, pois pouco se sabe a respeito da participação indígena na Força Expedicionária Brasileira. Entre os diversos visitantes, a reação que mais ocorreu ao tomarem conhecimento da exposição era: "Nossa, não fazíamos a menor ideia que os indígenas fizeram parte da FEB e que foram lutar na 2ª Guerra pelo Brasil". Os estudantes fizeram diversas perguntas e alguns questionaram quais as fontes de pesquisa utilizadas durante o processo de levantamento de dados. Alguns professores instigaram seus alunos a procurar mais informações a respeito do assunto, se comprometendo a compartilhar os resultados das pesquisas com o Museu da Paz.

       De forma geral, podemos concluir esta 9ª Primavera dos Museus com a certeza de termos alcançados ótimos resultados, não apenas ao divulgar o Museu da Paz e seu acervo museográfico na região, tornando-o cada vez mais uma referência museal, mas por se ter ampliado esse acervo, despertando a atenção, o olhar e a memória para um aspecto da Força Expedicionária Brasileira da qual tínhamos pouco conhecimento e que ainda está envolta em muitas sombras e mitos: a participação indígena na 2ª Gerra Mundial !

 

 

     

 
   

 

 

 

-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-

 

 

 

REPORTAGEM ESPECIAL DA REVISTA VERDE-OLIVA 

 

 – Ano XLII • Nº 228 • JULHO 2015

 

 

 

-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-

 

 

 

PROGRAMAÇÃO PARA OS MUSEUS MUNICIPAIS DE JARAGUÁ DO SUL

 

MUSEU DA PAZ

Avenida Getúlio Vargas, s/n - Centro

id9385@jaraguadosul.sc.gov.br Tel: (47) 2106-8719

21/09/2015 a 27/09/2015 - 07h30 às 17h

EXPOSIÇÃO - Os índios Terenas que participaram da

Força Expedicionária Brasileira - FEB durante a Segunda Guerra Mundial

 

 

 

 

MUSEU HISTÓRICO EMILIO DA SILVA

Av. Marechal Deodoro da Fonseca, 247 - Centro

id8208@jaraguadosul.sc.gov.br Tel: (47) 3372-2770

21/09/2015 a 27/09/2015 - 08h às 16h30

AÇÃO EDUCATIVA - Diálogo sobre cultura indígena e resgate de lendas e brincadeiras indígenas.

21/09/2015 a 27/09/2015 - 08h às 16h30

EXPOSIÇÃO - Trabalhos das escolas municipais sobre a temática.

21/09/2015 a 27/09/2015 - 08h às 16h30

VISITA GUIADA - Ao nicho temático ‘Indígenas’. 

 

 

-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-

 

 

 

MUSEUS E MEMÓRIAS INDÍGENAS  

 

 

 

-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-

 

 

 

 

 

 

13ª SEMANA NACIONAL DOS MUSEUS

 

 

 

 

Nas comemorações da 13ª Semana Nacional de Museus deste ano, o Museu da Paz/FEB se propôs

a trabalhar a temática proposta “Museus para uma sociedade Sustentável”

por meio de oficinas de reciclagem de papel artesanal,

antecedidas por conversa e vídeos que abordaram questões relativas à sustentabilidade:

a necessidade, econômica e socioambiental, de reutilização e reciclagem de materiais;

além dos que apresentavam a importância da reciclagem do papel e como reciclar artesanalmente o papel.

Essas oficinas foram organizadas e realizadas pelas monitoras Rosane Neitzel Gonçalves e

Dionara Radünz Bard (responsável pelas ações educativas do Museu da Paz).

Foram oferecidas para algumas escolas de Jaraguá do Sul e recebemos as

inscrições de 13 turmas de 4 escolas, tanto particulares quanto municipais.

Entretanto, como a semana em que aconteceram as atividades foi muito chuvosa,

algumas turmas deixaram de vir, por não terem como trazer os alunos.

Dessa forma, ao final da semana tivemos a participação efetiva de 10 turmas,

totalizando 181 alunos e 18 professores/coordenadores escolares. Veja tabela abaixo:

 

DATA

ESCOLA

PROFESSORA

TURMA

Nº ALUNOS

18/05

SESC

Morgana Pereira / Andreia

6º ano

15

18/05

CE Canguru

Heloísa Bremen

5º ano

14

18/05

CE Canguru

Lediane Zardo

6º ano

17

18/05

CE Canguru

Alesandra Pradi

2º ano

14

21/05

Colégio Evangélico Jaraguá

Paula Kopp

4º ano B

17

21/05

Colégio Evangélico Jaraguá

Suzana Rosá

4º ano A

19

21/05

Colégio Evangélico Jaraguá

Suzana Rosá

4º ano C

16

22/05

EMEF Atayde Machado

Rosiane de Macedo Bini

5º ano

26

22/05

EMEF Atayde Machado

Ivonete Zvertsz

5º ano

23

22/05

EMEF Atayde Machado

Tânia Gomes Machado

3º ano

20

 

Considerações finais: as atividades realizadas aqui no Museu da Paz/FEB foram muito interessantes

e possibilitaram conversas e considerações bastante pertinentes.

As crianças perguntaram muito e trouxeram seus saberes e conhecimentos,

enriquecendo de maneira singular cada oficina.

Ao final das oficinas, várias turmas tiveram a oportunidade de visitar o Museu da Paz,

conhecendo assim o acervo museográfico disponibilizado.

O interesse nas atividades realizadas foi tanto que outras escolas entraram em contato com o Museu para agendar,

nas próximas semanas, horários para participarem das oficinas,

como a Escola SESC, que solicitou a inclusão de mais 06 turmas (faixa etária de 7 a 10 anos)

na programação da Semana Nacional dos Museus.

 

Tendo como ponto de partida a frase de Chico Xavier,

Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim”,

apresentou-se diversas informações relativas à sustentabilidade:

consumo, desperdício, preservação, reutilização, coleta seletiva, reciclagem, hábitos e atitudes inteligentes e responsáveis.

E isso possibilitou abordar a necessidade de mudanças, tanto econômicas e sociais,

para se conquistar um mundo equilibrado e ecologicamente possível, que esteja verdadeiramente em paz.

Sabe-se que já ocorrem guerras motivadas pela disputa de recursos naturais e, caso não se produzam essas mudanças,

essas guerras irão se tornar muito mais frequentes: pela água, pelo solo, por comida, enfim...

 

 

Texto elaborado por Dionara Radünz Bard

 

Jaraguá do Sul, 25 de maio de 2015

 

FOTOS DA SEMANA NACIONAL DOS MUSEUS

 

ESCOLA SESC - DIA 18/05

 

     
     

 

 

CENTRO EDUCACIONAL CANGURU - DIA 19/05

 

   
 
     
     

 

 

COLÉGIO EVANGÉLICO JARAGUÁ - DIA 21/05

 

     
     

 

 

EMEF ATAYDE MACHADO  - DIA 22/05 

 

     
     
     

 

 

 

 

 

 

Comments (0)

You don't have permission to comment on this page.