| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • Stop wasting time looking for files and revisions! Dokkio, a new product from the PBworks team, integrates and organizes your Drive, Dropbox, Box, Slack and Gmail files. Sign up for free.

View
 

HISTÓRIA

Page history last edited by Nara 3 years, 9 months ago

 

INÍCIO

MISSÃO  e

OBJETIVOS

AÇÕES

EDUCATIVAS 

EXPEDICIONÁRIOS

 ANVFEB

VISITAS

DIVULGAÇÃO, 

SUGESTÕES 

e CONTATOS

IMAGENS E

VÍDEOS 

LINKS

 

 

 

 

A HISTÓRIA DE UM MUSEU DE GUERRA CRIADO

PARA SE REFLETIR E CONSTRUIR A PAZ

 

 

 

 

 

A HISTÓRIA DE UM MUSEU DE GUERRA CRIADO

 PARA SE REFLETIR E CONSTRUIR A PAZ

 

 

Instalado junto à Fundação Cultural de Jaraguá do Sul,

na Av. Getúlio Vargas, 405, Centro, Jaraguá do Sul/SC,

o museu “FEB - Museu da Paz”, apresenta ao público a história da participação do Brasil na maior

operação de guerra que o país esteve envolvido, representado pela Força Expedicionária Brasileira - FEB.

 

 O Museu foi criado inicialmente pelo Decreto 3.410/96,

de 21 de agosto de 1996,  pelo então Prefeito Durval Vasel,

com o nome de Casa do Expedicionário,

como um anexo do Museu Histórico Emílio da Silva.

Em 10 de dezembro de 2009, por meio da lei municipal

nº 5.438, a Prefeita Cecília Konell determina que esta se tornasse um Museu, definindo que este seria subordinado a

Fundação Cultural e que passasse a se chamar

FEB - Museu da Paz.


Mais de 300 peças originais da FEB em sua maioria e outras utilizadas 
por diversos países envolvidos durante

a 2ª Guerra Mundial, compõem o acervo, além da reserva técnica, composta por mais de 200 peças.

Também apresenta materiais da 1ª Guerra Mundial.

Este espaço busca construir a trajetória de duas grandes guerras simbolizadas 
pelas lutas de interesse e poder,

que desencadearam mudanças geográficas, sociais,

culturais e econômicas em quase todo o mundo,

e suas consequências nos afetam até os dias de hoje.

 

Contar estes fatos históricos significa buscar

novos elementos, que darão pistas para

importantes reflexões sobre o período da Guerra Fria,

as guerras do Vietnã e da Coreia,

o atentado às Torres Gêmeas e a Guerra no Iraque.

O museu, como instituição cultural, busca exercer sua função social, 
pois, por meio do acervo do material bélico da época,

como indumentárias e armamentos,

cenário artístico e cronológico, painéis ilustrativos,

simbologias e outros objetos, o visitante poderá

refletir que papel desempenha como cidadão

para a construção de uma cultura de paz.


Para isto, são realizadas palestras, diversas

ações educativas - dinâmicas e criativas, que mostram

o valor da liberdade que temos e que isso muito se deve aos Expedicionários, verdadeiros heróis nacionais.

 

 

Texto elaborado por Andreia Cavalheiro Gonçalves Lopes,

Pedagoga e responsável pelas Ações Educativas do

Museu da Paz no período 2008/2013.

Revisão feita em 20/05/2016, por Dionara Radünz Bard,

responsável pelas Ações Educativas do Museu da Paz

desde fevereiro de 2015.

 

 
                             

The story of a war museum created to

reflect and build peace

 

The "BEF - Brazilian Expeditionary Force - Peace Museum" is located

at Av Getulio Vargas, 405, on the Cultural Foundation of

Jaragua do Sul, downtown, Jaragua do Sul /,the museum,

outstands to the public the history

of Brazil's participation in the largest war operation which

the country was involved,

represented by the Brazilian Expeditionary Force - BEF (FEB).  

The museum was originally established by Decree 3,410/96

on August 21, 1996,

by then Mayor Durval Vasel. It was originally named the

Expeditionary House,

as an attachment of Historical Museum Emilio da Silva.

On December 10, 2009, by the Municipal Law Nº. 5,438,

the Mayor Cecilia Konell determines the museum would be called

BEF - Peace Museum and it would be subordinated

to the Cultural Foundation of Jaragua do Sul.

There are more than 300 original pieces in the collection,

as well as the technical reserve consisting of more

than 200 pieces of the BEF - Brazilian Expeditionary Force

and others used by several countries involved during the 2nd World War. There are also some materials from the 1st World War.

This museological space aims to show the trajectory of the

two greatest wars, symbolizing the struggles of interest and power,

which triggered big changes in the world, in geographical, social,

cultural and economic aspects, and its consequences affect us to the present day.
Reporting these historical facts means looking for the elements

that give us clues to important reflections about the Cold War,

Vietnam and Korea wars, the attack to the Twin Towers (USA)

and Iraq War.
The museum, as a cultural institution, intends to exercise its social function, displaying objects from the war time,

such as clothes and weapons, artistic and chronological

scenario, illustrative banners, symbols that can

lead visitors to reflect what are their own role as individuals

to build a peace culture.
To this, lectures are given and there are, often, many educational

activities - dynamic and creative, showing the value of freedom

we have and part of this, due to the expeditionary soldiers, true national heroes.



Text written by Andreia Gonçalves Cavalheiro Lopes, teacher in charge

of the Educational Action of the Peace Museum from 2008 to 2013.

Text reviewed by Dionara Radünz Bard, on May 20, 2016

(teacher in charge of Educational Action of the

Peace Museum since February 2015).

 

 

 

 

 

LEIS E DECRETOS DE

CRIAÇÃO DO MUSEU DA PAZ

 

Quer saber mais detalhes da história do Museu da Paz - FEB?

Clique no link abaixo: 

   

HISTÓRIA COMPLETA

Comments (0)

You don't have permission to comment on this page.