| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • Social distancing? Try a better way to work remotely on your online files. Dokkio, a new product from PBworks, can help your team find, organize, and collaborate on your Drive, Gmail, Dropbox, Box, and Slack files. Sign up for free.

View
 

RELATÓRIOS 2016

Page history last edited by Nara 2 years, 4 months ago

 

 

VOLTAR

 

 

 

 

 

RELATÓRIOS VISITAÇÕES DE ESCOLAS

ANO 2016

 

 

 

 

 

 

AGOSTO - 2016

 

 

 

DATA

CIDADE

ESCOLA

SÉRIE

ALUNOS

PROFESSORES

OBSERVAÇÕES

09/08

Jaraguá do Sul

EMEF Adelino Francener

3º e 4ºs anos

* 38 alunos

 

 

Eliane e Fabiane B. Dos Santos

A visita da escola Adelino foi inesperada, pois não havia sido agendada. Ainda, a professora de história e ex-funcionária do museu, Rosângela Melatti, se prontificou a fazer a monitoria. As professoras Eliane e Fabiane procuraram, com a visita, contribuir com a formação dos pequenos alunos, que estão estudando a história do município de Jaraguá do Sul. Dessa forma, durante a monitoria, foi apresentado o acervo do Museu da Paz, relatando alguns fatos pertinentes a participação de dezenas de pracinhas jaraguaenses na segunda guerra mundial, além de se apresentar fatos a respeito da importância do prédio que sedia o Museu, o qual foi construído nos primeiros anos da década de 40 para servir como a nova Estação Ferroviária da cidade. Segundo a professora Rosângela, os estudantes fizeram diversas perguntas e demonstraram um grande interesse pelas peças usadas pelos expedicionários locais na 2ª guerra mundial.

23 e 25/08

 

Guaramirim

CEI Roseli Ullman

Pré I e Pré II

* 39 alunos

* 20 alunos

* 25 alunos

Fabiane Mendes, Patrícia Correia, Cíntia Stédile, Elisangela Micheluzzi. Renata Devigili e Jair Andretto

As 4 turmas de Educação Infantil do centro de educação da vizinha cidade de Guaramirim vieram ao Museu para saber o que é um museu, por que eles existem e o que tem neste Museu que o torna diferente dos outros museus da região. Foram visitas muito interessantes, pois os pequenos fizeram as mais surpreendentes perguntas (como, por exemplo, se os manequins que expõem os uniformes usados na 2ª Guerra Mundial são, na verdade, os soldados dormindo). Enfim, os pequenos saíram daqui anunciando que entenderam que os museus são lugares que contam muitas histórias...

24/08

Jaraguá do Sul

EMEF Guilherme Hanemann

4º ano

* 26 alunos

* 25 alunos

Tatiana Vieira, Nathanielli Pasquali

A professora Tatiana Vieira, acompanhada pela orientadora Nathanielli Pasquali, trouxe seus alunos de 4º ano, dos períodos matutino e vespertino, ao Museu da Paz, para que pudessem conhecer um pouco da história da participação dos Expedicionários da região do Vale do Itapocu na 2ª Guerra Mundial nos anos de 1944 e 1945, pela Força Expedicionária Brasileira – FEB, uma vez que estudam a história do município, com suas várias abordagens, fatos e personalidades. Também aproveitaram para conhecer o Centro Histórico do município, ou seja, as antigas Estações Ferroviárias municipais, que hoje abrigam a Biblioteca Municipal, a Fundação Cultural e o Museu da Paz, o Mercado Público e a Rodoviária MunIcipal, por sua importância na história jaraguaense, nos aspectos mais diversos, como social, econômico, cultural, geográfico e político. Além da visita monitorada, os alunos puderam observar as obras expostas da Mostra de Artes Visuais "70 anos do Término da 2ª Guerra mundial" (trabalhos artísticos feitos por alunos de 9º ano e Ensino Médio de escolas do município), que voltou ao espaço de exposição temporária do Museu, e a exposição 2ª Guerra Mundial, do acervo particular do General de Brigada do Exército Emir Benedetti.

 

CONSIDERAÇÕES GERAIS

 

As visitas das escolas neste mês de agosto foram marcadas pelo diferencial, pois tivemos “visita-surpresa”, turmas de educação infantil e alunos de 8, 9 ou 10 anos,

que estão estudando a história de Jaraguá do Sul. Isso nos mostra que o Museu precisa estar sempre preparado para atender todos os públicos e a responder as mais diversas questões.

Pois, como afirmou Aristóteles, “a dúvida é o princípio da sabedoria” e devemos instigar sempre o questionamento por parte de nossos visitantes, para que o Museu sirva também para a construção de saberes e conhecimentos.

Sob a mais livre das constituições, um povo ignorante é sempre escravo.” (Condorcet)

 

 

 

 

 

 JULHO / 2016

 

 

DATA

CIDADE

ESCOLA

SÉRIE

ALUNOS

PROFESSORES

OBSERVAÇÕES

08/07

Jaraguá do Sul

EMEF Erich Blosfeld

4ºs anos

* 22 alunos

* 23 alunos

 

Olga Schmitz e

Susana Stringari

A professora Olga Schmitz, acompanhada pela orientadora Susana Stringari, da EMEF Erich Blosfeld, trouxe seus alunos de 4º ano, dos períodos matutino e vespertino, ao Museu da Paz, para que pudessem conhecer um pouco da história da participação dos Expedicionários da região do Vale do Itapocu na 2ª Guerra Mundial nos anos de 1944 e 1945, pela Força Expedicionária Brasileira – FEB, uma vez que estudam a história do município, com suas várias abordagens, fatos e personalidades. Também aproveitaram para conhecer as antigas Estações Ferroviárias municipais, que hoje abrigam a Biblioteca Municipal, a Fundação Cultural e o Museu da Paz, por sua importância na história jaraguaense, nos aspectos mais diversos, como social, econômico, cultural, geográfico e político.

Considerações: Além da visita monitorada, os alunos puderam observar as obras expostas da Mostra de Artes Visuais "70 anos do Término da 2ª Guerra mundial" (trabalhos artísticos feitos por alunos de 9º ano e Ensino Médio de escolas do município), que voltou ao espaço de exposição temporária do Museu, e a exposição 2ª Guerra Mundial, do acervo particular do General de Brigada do Exército Emir Benedetti.

 

 

 

 

 

 JUNHO / 2016

 

 

DATA

CIDADE

ESCOLA

SÉRIE

ALUNOS

PROFESSORES

OBSERVAÇÕES

15/06

Jaraguá do Sul

EMEF Francisco de Paulo

4º ano

* 07 alunos

 

Samila Terleski

Dando continuidade aos estudos a respeito da história do município de Jaraguá do Sul, a escola Francisco de Paulo trouxe os alunos da turma de 4º ano para conhecer algo mais da participação dos Expedicionários da região do Vale do Itapocu na 2ª Guerra Mundial, que lutaram junto aos Aliados na Itália, nos anos de 1944 e 1945, pela Força Expedicionária Brasileira – FEB. Também foram abordadas as Estações Ferroviárias, que hoje abrigam a Biblioteca Municipal, a Fundação Cultural e o Museu da Paz, por sua importância na história jaraguaense, nos aspectos mais diversos, como social, econômico, cultural, geográfico e político. Foram visitas em que a ação educativa deu-se durante a monitoria aos espaços de exposição do Museu, unindo os fatos e eventos relativos aos temas históricos concomitantemente à observação in loco do acervo exposto e das construções históricas.

Considerações: Além da visita monitorada, os alunos puderam observar as obras expostas da Mostra de Artes Visuais "70 anos do Término da 2ª Guerra mundial" (trabalhos artísticos feitos por alunos de 9º ano e Ensino Médio de escolas do município), que voltou ao espaço de exposição temporária do Museu.

29/06

* Jaraguá do Sul

* EEB Euclides da Cunha

7º ano e 8º ano

* 105 alunos

Taline Teixera, Sandra Odorizzi, Giovana Klabunde e Laura Silveira

Os alunos de 4 turmas dos 7ºs e 8ºs anos da EEB Euclides da Cunha, acompanhados pelas professoras Taline Teixera, Sandra Odorizzi, Giovana Klabunde e Laura Silveira, vieram conhecer o Museu da Paz/FEB, com o intuito de ampliar seus conhecimentos em relação as duas grandes guerras mundiais, ocorridas no século XX e, em especial, à participação brasileira na segunda guerra mundial, bem como as causas e algumas consequências dessa guerra. Também objetivaram entender as formas de comunicação mais utilizadas pelos soldados expedicionários durante o período da 2ª guerra mundial.

Nesta visita, a ação educativa ocorreu por meio da visita monitorada aos espaços internos e externos que compõem o acervo museográfico do Museu da Paz, o qual despertou grande interesse e curiosidade nos alunos, pois fizeram várias perguntas, além de conversa na sala especial, onde tiveram a oportunidade de visualizarem imagens de arquivo. Também demonstraram curiosidade em conhecer o prédio que sedia o Museu, pois era a antiga estação ferroviária da cidade, a qual teve um grande impacto para a economia, a cultura e a sociedade jaraguaense, além de que foi daqui que os pracinhas da região partiram para a Itália.

Considerações finais: As visitas guiadas foram rápidas, com pouco mais de uma hora de duração cada uma, pois foram dois grupos em cada período, mas foram bastante intensas e produtivas, pois os alunos estavam interessados e aproveitaram para tirar dúvidas.

 

 

 

 

 

MAIO 2016

 

 

DATA

CIDADE

ESCOLA

SÉRIE

ALUNOS

PROFESSORES

OBSERVAÇÕES

02/05

Corupá

EEB Tereza Ramos

9º ano

*33 alunos

 

Edicleia Ferreira Bueno

A professora Edicleia Ferreira Bueno trouxe seus alunos do 9º ano da EEB Tereza Ramos ao Museu da Paz para que conhecessem o acervo museográfico. Por serem integrantes do projeto “Museu da Paz e suas Paisagens Culturais”, desenvolvido em função da 14ª Semana Nacional dos Museus, a ação educativa realizada durante a visita e a palestra que foi feita na própria escola por Ivo Kretzer, filho de Expedicionário e atual secretário-executivo da ANVFEB – regional Jaraguá do Sul, foram voltadas para a participação do Brasil na 2ª Guerra Mundial, o cotidiano dos expedicionários, a realidade vivida pelos jaraguaenses/corupaenses que aqui ficaram durante o período de guerra, os reflexos da guerra no Brasil e na região local.

Obs.: Os alunos estavam muito atentos, curiosos e interessados, pois tinham como objetivo aprender o máximo, em função de sua participação na 14ª SNM. Fizeram muitas perguntas, tiraram muitas fotos de nosso acervo, comentaram fatos que já haviam descoberto, ao entrevistarem pessoas relacionadas à guerra e que ainda moram em Corupá.

03/05

* Jaraguá do Sul

* Colégio Evangélico Jaraguá

9º ano

* 48 alunos

Fabíola Engelmann e Marcelo Passold

A professora Fabíola Engelmann, acompanhada por Marcelo Passold, trouxeram os alunos das 2 turmas de 9º ano do Colégio Evangélico Jaraguá, período matutino, ao Museu da Paz, para conhecerem o acervo museográfico e assistirem à palestra da responsável pelas ações educativas do museu, Dionara Bard. Por serem integrantes do projeto “Museu da Paz e suas Paisagens Culturais”, desenvolvido em função da 14ª Semana Nacional dos Museus, a palestra apresentada aqui foi voltada para a participação do Brasil na 2ª Guerra Mundial, o cotidiano dos expedicionários, o retorno ao Brasil, a adaptação e apoio (ou falta de adaptação e apoio) dos soldados à vida civil e a criação de associações que buscaram auxiliar e preservar as memórias dos veteranos da guerra. Abordou-se também, a criação do Monumento aos Expedicionários e a renomeação do local em que foi instalado para Praça dos Expedicionários, aqui em Jaraguá do Sul, com suas histórias próprias, leis e decretos.

Considerações: Em função de serem de turnos diferenciados, os alunos do CEJ, participantes do Projeto 14ª SNM, vieram ao Museu em duas ocasiões diferentes (28/04 e 03/05), entretanto, o foco da ação educativa realizada foi o mesmo em ambos os momentos. E, por estarem envolvidos nesse projeto, as perguntas realizadas pelos alunos foram direcionadas às questões que queriam esclarecer, principalmente relacionadas à Praça dos Expedicionários e ao Monumento aos Expedicionários.

04/05

12/05

* Massaranduba

EEB General Rondon

3ºs anos de Ensino Médio

*28 alunos

*27 alunos

Jaqueline Marquardt

As turmas de 3ºs anos da EEB General Rondon, da vizinha cidade de Massaranduba, acompanhadas por sua professora Jaqueline Marquardt, visitaram o Museu da Paz em duas ocasiões diferentes (dias 04 e 12 de maio), com o objetivo de complementarem seus estudos referentes às grandes guerras que assolaram a humanidade no século XX. Por solicitação da professora, a ação educativa abordou imagens da época, vídeos com depoimentos de pracinhas da FEB da região do Vale do Itapocu, além da visita monitorada aos espaços internos e externos do Museu da Paz.

Considerações: Além da palestra e da visita monitorada, os alunos puderam observar as obras expostas da Mostra de Artes Visuais "70 anos do Término da 2ª Guerra mundial", composta por obras feitas por alunos de escolas do município.

06/05

* Corupá

EEB São José

9ºs anos

* 30 alunos

 

* Marco Antônio de Medeiros

O professor Marco Antônio de Medeiros trouxe seus alunos do 9º ano da EEB São José, localizada na vizinha cidade de Corupá, ao Museu da Paz para que conhecessem o acervo museográfico, focado nas duas guerras mundiais do século XX. Por serem integrantes do projeto “Museu da Paz e suas Paisagens Culturais”, desenvolvido em função da 14ª Semana Nacional dos Museus, a ação educativa realizada durante a visita e a palestra que foi feita em Corupá por Ivo Kretzer, filho de Expedicionário e atual secretário-executivo da ANVFEB – Regional Jaraguá do Sul, foram voltadas para a participação do Brasil na 2ª Guerra Mundial, o cotidiano dos expedicionários, a realidade vivida pelos jaraguaenses/corupaenses que aqui ficaram durante o período de guerra, os reflexos da guerra no Brasil e na região local.

Obs.: Além da visita monitorada, os alunos puderam observar as obras expostas da Mostra de Artes Visuais "70 anos do Término da 2ª Guerra mundial" (trabalhos artísticos feitos por alunos de 9º ano e Ensino Médio de escolas do município), que voltou ao espaço de exposição temporária do Museu. Os estudantes estavam atentos, curiosos e interessados, em função de sua participação na 14ª SNM.

 

 

 

RELATÓRIO DAS AÇÕES EDUCATIVAS - 14ª SEMANA NACIONAL DOS MUSEUS



Para abordar as paisagens culturais do Museu da Paz, em função da temática a ser desenvolvida pela 14ª Semana Nacional dos Museus "Paisagens Culturais", foi planejado um trabalho realizado por muitas mãos: envolvidos diretamente 7 escolas da região, 7 professores de História, 1 professor de Língua Portuguesa e 2 professores de Arte, além de mais de 320 alunos de 9º ano do Ensino Fundamental e 3º ano do Ensino Médio.

As atividades iniciaram em fevereiro de 2016, com reuniões de planejamento entre a responsável pelas ações educativas do Museu da Paz, Dionara Radünz Bard, e os professores de História, para definir todo o calendário de ações, que envolveram pesquisas bibliográficas, pesquisas em loco, palestras, visitas monitoradas ao Museu, filmes, entrevistas e muito estudo ao longo dos meses de março, abril e maio e finalizaram em 19 de maio, apesar de que a exposição 2ª Guerra Mundial continuará aberta ao público até o mês de outubro deste ano.

Nos meses de abril e maio foram realizadas 10 palestras para 287 alunos e 13 professores, tanto nas próprias escolas quanto no Museu da Paz, e que foram ministradas pelos filhos de Expedicionários da FEB, os senhores Antônio Eckert e Ivo Kretzer, além da própria Dionara. Também vieram conhecer o acervo museográfico, para visita monitorada, os alunos de 4 das escolas participantes, proporcionando assim mais uma forma de aprendizagem para mais de 190 alunos, que tiveram a oportunidade de conhecer o acervo das duas grandes Guerras Mundiais, enfatizando a participação dos Expedicionários locais, integrantes da Força Expedicionária Brasileira, na 2ª Guerra.

Todas essas ações culminaram com as socializações durante o Seminário "Museu da Paz e suas Paisagens Culturais", realizado nos dias 18 e 19 de maio. A Mostra de Trabalhos apresentou os trabalhos criados pelos alunos envolvidos no projeto e que foram expostos em frente ao Museu da Paz durante o dia 18 de maio, chamando a atenção dos passantes, turistas e estudantes locais para o evento e para o próprio Museu, que permaneceu com suas portas abertas o dia inteiro para receber os visitantes, que totalizaram 96 pessoas.

No dia 19 de maio, ocorreram as Mesas Redondas com os professores do projeto e as Comunicações Orais feitas por alguns dos alunos pesquisadores. Nesse dia, assistindo as apresentações, tivemos 224 visitantes.

Podemos afirmar, com absoluta certeza, que o projeto Museu da Paz e suas Paisagens Culturais, criado para a 14ºª Semana Nacional dos Museus, foi exitosa não apenas pelo número de visitantes que conheceram o Museu da Paz, mas pelos conhecimentos que foram construídos por todos os envolvidos.

 

Ao final de uma das visitas monitoradas aos alunos das escolas envolvidas, uma fala de uma das alunas ilustra bem nossos sentimentos: "Sabe, eu nunca gostei de museus, nem queria vir aqui. Só vim porque fui obrigada... Mas, nunca imaginei que seria assim, eu adorei! Aprendi que Museus não têm coisas velhas, têm histórias... Eu não sabia que pessoas como eu eram parte dessas histórias!"

 

O evento em dados:

* Escolas envolvidas: 5 de Jaraguá do Sul e 2 de Corupá

* Professores: 10 (História, Língua Portuguesa e Arte)

* Alunos: 320 (9º ano do Ensino Fundamental e 3º ano do Ensino Médio)

* Palestras: 4 realizadas nas escolas e 6 realizadas no próprio Museu

* Visitas monitoradas aos alunos e professores do projeto: 199 visitantes

* Visitantes na 14ª Semana Nacional dos Museus- 16 a 20 de maio: 335

 

Dionara Radünz Bard – 23 de maio de 2016

 

 

 

 

 

ABRIL DE 2016

 

 

DATA

CIDADE

ESCOLA

SÉRIE

ALUNOS

PROFESSORES

OBSERVAÇÕES

06/04

* Jaraguá do Sul

EMEF Maria Nilda Salai Stahelin

9ºs anos

*23 alunos

*30 alunos

Jorge José Peixer e César Machado

O professor Jorge José Peixer trouxe os alunos das duas turmas de 9º ano da EMEF Maria Nilda Salai Stahelin, períodos matutino e vespertino, ao Museu da Paz para conhecerem o acervo museográfico e assistirem à palestra do senhor Ivo Kretzer, filho de Expedicionário e atual secretário-executivo da ANVFEB, regional Jaraguá do Sul. Por serem integrantes do projeto “Museu da Paz e suas Paisagens Culturais”, desenvolvido em função da 14ª Semana Nacional dos Museus, as palestras, apresentada aqui e a que foi feita na própria escola por Antônio Luiz Eckert, também filho de Expedicionário, foram voltadas para a participação do Brasil na 2ª Guerra Mundial, o cotidiano dos expedicionários, os mortos em combate e os Mausoléus da FEB, tanto na cidade de Pistoia, na Itália, quanto o existente no Cemitério Vila Lenzi, aqui de Jaraguá do Sul.

Obs.: Os alunos estavam muito atentos, curiosos e interessados, pois tinham como objetivo aprender o máximo, em função de sua participação na 14ª SNM. Fizeram muitas perguntas aos nossos palestrantes, tiraram muitas fotos de nosso acervo e, ao final, elaboraram belos e originais trabalhos.

07/04

* Camboriú

* Centro Educacional Camboriú (CECAM)

2º e 3º ano de Ensino Médio

* 28 alunos

Carlos Eduardo Stringari e Natália Oliveira

Os alunos dos 2º e 3º anos do Centro Educacionais Camboriú, da cidade de Camboriú, acompanhados pelos professores Carlos Eduardo Stringari e Natália Oliveira, vieram a Jaraguá do Sul para conhecer o Museu da Paz/FEB, com seu acervo diversificado, confrontando e corroborando com seus estudos relação as duas grandes guerras mundiais, ocorridas no século XX e, em especial, à participação brasileira na segunda guerra mundial, bem como as causas e algumas consequências dessa guerra. Nesta visita, a ação educativa ocorreu por meio da monitoria aos espaços internos e externos que compõem o acervo museográfico do Museu da Paz, o que despertou grande interesse e curiosidade nos alunos, pois fizeram várias perguntas.

Considerações.: Os alunos estavam interessados e aproveitaram para tirar dúvidas, com muita propriedade e maturidade. Chamou a atenção o fato de que vários alunos contribuíram com opiniões e dúvidas, bastante pertinentes aos momentos de discussão na Sala de Ações Educativas do Museu.

12/04

14/04

18/04

* Jaraguá do Sul

EMEF Maria Nilda Salai Stahelin

4ºs anos

*21 alunos

*23 alunos

*28 alunos

Taline Pereira Probst, Sabrina de Oliveira, Clarice Martim, Tatiane L. Vaz

Dando continuidade aos estudos a respeito da história do município de Jaraguá do Sul, a escola Maria Nilda Salai Stahelin trouxe os alunos de suas diversas turmas de 4º ano para conhecer algo a mais da participação dos Expedicionários da região do Vale do Itapocu na 2ª Guerra Mundial, lutando com os Aliados na Itália, nos anos de 1944 e 1945, pela Força Expedicionária Brasileira – FEB. Também foram abordadas as Estações Ferroviárias, que hoje abrigam a Biblioteca Municipal, a Fundação Cultural e o Museu da Paz, por sua importância na história jaraguaense, nos aspectos mais diversos, como social, econômico, cultural, geográfico e político. Foram visitas em que a ação educativa deu-se durante a monitoria aos espaços de exposição do Museu, unindo os fatos e eventos relativos aos temas históricos concomitantemente à observação in loco do acervo exposto e das construções históricas.

Considerações: Além da visita monitorada, os alunos puderam observar as obras expostas da Mostra de Artes Visuais "70 anos do Término da 2ª Guerra mundial" (trabalhos artísticos feitos por alunos de 9º ano e Ensino Médio de escolas do município), que voltou ao espaço de exposição temporária do Museu.

14/04

* Jaraguá do Sul

EMEF Alberto Bauer

4ºs anos

* 68 alunos

 

* Edir L. M. Santos

* Amarildo Mendes de Lima

Os professores Amarildo Mendes de Lima e Edir L. M. Santos, da EMEF Alberto Bauer, trouxeram seus alunos de 4º ano, dos períodos matutino e vespertino, ao Museu da Paz para conhecerem as Estações Ferroviárias, que hoje abrigam a Biblioteca Municipal, a Fundação Cultural e o Museu da Paz, por sua importância na história jaraguaense, nos aspectos mais diversos, como social, econômico, cultural, geográfico e político. Também foi apresentado aos alunos um pouco da história da participação dos Expedicionários da região do Vale do Itapocu na 2ª Guerra Mundial nos anos de 1944 e 1945, pela Força Expedicionária Brasileira – FEB, uma vez que estudam a história do município, com suas várias abordagens, fatos e personalidades.

Considerações: Além da visita monitorada, os alunos puderam observar as obras expostas da Mostra de Artes Visuais "70 anos do Término da 2ª Guerra mundial" (trabalhos artísticos feitos por alunos de 9º ano e Ensino Médio de escolas do município), que voltou ao espaço de exposição temporária do Museu, além de terem participado de contações de histórias na Biblioteca Municipal.

14/04

* Jaraguá do Sul

Instituto Educacional Jangada

2º e 3º anos

* 133 alunos

* Roberta de Oliveira Santos,

O Instituto Educacional Jangada aproveitou a participação de suas turmas de 2º e 3ºs anos, dos períodos matutino e vespertino, no Circuito de Contação de Histórias, promovido pela Biblioteca Municipal, para trazer seus alunos ao Museu da Paz, a fim de conhecerem um pouco da história da participação dos Expedicionários da região do Vale do Itapocu na 2ª Guerra Mundial nos anos de 1944 e 1945, pela Força Expedicionária Brasileira – FEB. As visitas foram rápidas e os conteúdos apresentados nas ações educativas foram adaptados para atender a faixa etária das crianças.

Considerações: Além da visita monitorada, os alunos puderam observar as obras expostas da Mostra de Artes Visuais "70 anos do Término da 2ª Guerra mundial" (trabalhos artísticos feitos por alunos de 9º ano e Ensino Médio de escolas do município), que voltou ao espaço de exposição temporária do Museu, a qual despertou muito o interesse dos pequenos, que fizeram muitas perguntas relacionadas aos trabalhos expostos.

25/04

* Jaraguá do Sul

EMEF Dom Pio de Freitas

4º e 5º anos

*18 alunos

*Rosângela Klabunde e Zeneide Rodiz

As turmas de 4º e 5º anos da EMEF Dom Pio de Freitas, acompanhadas pelas professorasRosângela Klabunde e Zeneide Rodiz, visitaram o Museu da Paz. Como a turma estuda a história do município, a escola considerou que a visita contribuiria para aumentar a compreensão dos alunos em relação aos fatos históricos de Jaraguá do Sul. Cheios de curiosidade, os alunos ouviram histórias relacionadas aos Pracinhas da FEB, aos acontecimentos da 2ª Guerra Mundial, além de demonstrarem espanto e interesse quando foram convidados a conhecerem o acervo do Museu da Paz. Também conheceram os espaços da antiga estação ferroviária, fazendo perguntas quando viram os murais pintados no muro que está localizado nos fundos da estação e demonstrando espanto ao saberem da importância que a instalação da rede ferroviária teve para a história do município.

Considerações: a turma estava bem preparada para a visita, fez algumas colocações pertinentes e aproveitou muito o momento da visita.

28/04

* Jaraguá do Sul

Colégio Evangélico Jaraguá

9º ano

*16 alunos

 

Fabíola Engelmann

A professora Fabíola Engelmann trouxe os alunos da turma de 9º ano do Colégio Evangélico Jaraguá, período vespertino, ao Museu da Paz, para conhecerem o acervo museográfico e assistirem à palestra da responsável pelas ações educativas do museu, Dionara Bard. Por serem integrantes do projeto “Museu da Paz e suas Paisagens Culturais”, desenvolvido em função da 14ª Semana Nacional dos Museus, a palestra apresentada aqui foi voltada para a participação do Brasil na 2ª Guerra Mundial, o cotidiano dos expedicionários, o retorno ao Brasil, a adaptação e apoio (ou falta de adaptação e apoio) dos soldados à vida civil e a criação de associações que buscaram auxiliar e preservar as memórias dos veteranos da guerra. Abordou-se também, a criação do Monumento aos Expedicionários e a renomeação do local em que foi instalado para Praça dos Expedicionários, aqui em Jaraguá do Sul.

Considerações: Os alunos estavam atentos e interessados, pois tinham como objetivo aprender o máximo, em função de sua participação na 14ª SNM. Fizeram perguntas, tiraram fotos de nosso acervo e, ao final, elaboraram um belo memorial.

 

 

 

 

MARÇO 2016

 

 

 

 

DATA

CIDADE

ESCOLA

SÉRIE

ALUNOS

PROFESSORES

OBSERVAÇÕES

09/03

* Balneário

Camboriú e

* Camboriú

 

* Centro Educacional

Crescendo o Saber (CECS) e

* Centro Educacional

Camboriú (CECAM)

 

9º anos

* 17 alunos

* 24 alunos

 

Tiago Colombeli,

Carlos Eduardo Stringari e

Betânia R. J. Alves

 

Os alunos dos 9ºs anos dos Centro Educacionais Crescendo o Saber e Camboriú, respectivamente das cidades de Balneário Camboriú e Camboriú, acompanhados pelos professores Tiago Colombeli, Carlos Eduardo Stringari e Betânia R. J. Alves, vieram a Jaraguá do Sul para conhecer o Museu da Paz/FEB, com o intuito de ampliar seus conhecimentos em relação as duas grandes guerras mundiais, ocorridas no século XX e, em especial, à participação brasileira na segunda guerra mundial, bem como as causas e algumas consequências dessa guerra.

Nesta visita, a ação educativa ocorreu por meio da visita monitorada aos espaços internos e externos que compõem o acervo museográfico do Museu da Paz, que despertou grande interesse e curiosidade nos alunos, pois fizeram várias perguntas. Também demonstraram curiosidade ao conhecer o prédio que sedia o Museu, pois era a antiga estação ferroviária da cidade, a qual teve um grande impacto para a economia, a cultura e a sociedade jaraguaense, além de que foi daqui que os pracinhas da região partiram para a Itália.

Obs.:

Considerações finais :

A visitas guiadas foram rápidas, com aproximadamente uma hora de duração cada uma, mas bastante intensas e produtivas, pois como foco do trabalho exploratório foi as coleções do acervo etnográfico da I e II Guerra Mundial, distribuídos pelos quatros espaços museais.

Os alunos estavam interessados e aproveitaram para tirar dúvidas, pois no recinto das unidades escolares houve uma prévia preparação pelos (as) professoras (as)

regente de classe, na Disciplina de História em conformidade com o Currículo Escolar e o Plano Político Escolar.

Chamou a atenção o fato de que, mesmo que ainda estivessem iniciando os estudos relacionados a II Guerra Mundial, vários alunos já haviam pesquisado muitos aspectos do evento e trouxeram opiniões e dúvidas bastante pertinentes aos momentos de discussões na Sala de Ações Educativas do MPZ.

 

 

 

     
     

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comments (0)

You don't have permission to comment on this page.